20Fev
frete de retorno

Você sabe o que é frete de retorno?

Diversos fatores podem alternar os valores do frete de transportadora. Por exemplo, a rota que será traçada, o tipo de carga deslocada e a tabela de preços da ANTT. Dentro desse contexto, o frete de retorno pode gerar muitos prejuízos para uma operação logística. Por isso, é importante saber como esse mecanismo funciona para que o efeito seja inverso.

Para que você saiba como mais detalhes sobre o frete de retorno, a Raízes Transporte preparou este artigo. Reunimos aqui todas as informações que ajudam a reduzir custos e evitar essa tarifa que causa tantas dores de cabeça. Continue lendo para saber mais!

Frete de retorno: o que você precisa saber?

 

Não é incomum que uma empresa de transporte rodoviário selecione rotas mais afastadas. Essa medida pode ser tomada para evitar o roubo de carga ou para diversificar o serviço. Nesses casos, a probabilidade de o caminhão voltar para a sua origem vazio é maior. Esse fator pode ser muito desfavorável para a transportadora, porque demanda o pagamento do frete de retorno. Considerando a tabela de fretes, esse gasto pode ser extremamente alto.

Mas o que é o frete de retorno e como ele funciona? Basicamente, é uma tarifa que precisa ser paga quando o automóvel volta à sua origem sem cargas. Atualmente, essa taxa é obrigatória de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres. Quando o automóvel volta vazio à sede da empresa, os custos com a operação logística podem dobrar. Com isso, a transportadora precisará arcar com prejuízos e o preço final do serviço pode ser maior para os clientes.

Como otimizar o frete de retorno?

 

Considerando que essa taxa é obrigatória, é fundamental que medidas sejam tomadas para otimizá-la. Dessa forma, os clientes poderão contar com preços mais acessíveis de transporte, graças à redução de custos feita pela transportadora. A melhor forma de realizar essa economia, é por meio da organização de rotas. Esse procedimento será responsável por garantir que o caminhão permanecerá cheio e realizando entregas durante o retorno à sua origem.

Seguindo esse padrão, nenhum dinheiro será desperdiçado, já que os valores de entrega abaterão o frete de retorno. Assim, é possível otimizar o negócio e aumentar a rentabilidade da empresa. Essa estratégia também é muito vantajosa para os clientes, porque agiliza os prazos. Portanto, é muito vantajoso contar com uma empresa que realiza esse tipo de precaução. Porém, nem sempre é fácil manter esse tipo de organização. É necessário que os detalhes sejam planejados com muita minuciosidade antes que a rota seja traçada. Algumas medidas podem ajudar nesse procedimento e garantir que o frete de retorno não trará tantos prejuízos. Confira algumas delas, abaixo.

Antecipação de custos

A tecnologia é uma ótima aliada para quem precisa organizar operações de forma mais rápida e precisa. Atualmente, há diversos softwares capazes de calcular preços, de acordo com a rota estabelecida. Dependendo do tipo de programa, diversas informações são coletadas para aumentar a exatidão dos resultados. Por exemplo, quais são os documentos necessários para a operação, despesas de abastecimento, manutenções e afins.

Conhecendo esses detalhes, se torna mais fácil realizar a gestão financeira da operação. Logo, o motorista conhecerá o seu valor por quilômetro rodado e se há necessidade de realizar um frete de retorno. Também é possível antecipar com essas informações se vale a pena fazer viagens para regiões distantes, segundo a possível lucratividade. Dessa forma, o valor cobrado aos clientes será mais justo.

Roteirização do trajeto

Quando uma empresa conhece bem o trajeto que será feito, será mais fácil evitar o retorno vazio do caminhão. Afinal, ele saberá pesquisar por oportunidades de serviços na região, gerando compatibilidade de horários e destinos de ida e volta. Assim, o motorista será capaz de realizar entregas durante o retorno à sede da transportadora, aumentando a rentabilidade.

Por isso, é fundamental contar com uma transportadora que faça o planejamento da rota. Com isso, os prazos serão mais rápidos, custos com abastecimento serão menores e o frete de retorno será otimizado. Todos esses aspectos ajudam a tornar o preço final do cliente muito menor. Além disso, eles aumentam a satisfação com o serviço realizado.

Adequação de veículos

 

Para que a monetização da viagem de volta seja feita, o veículo deve ser adequado. Tendo em vista que dois tipos diferentes de cargas serão carregados no mesmo automóvel, em momentos diferentes. Para que isso aconteça, o planejamento da operação e softwares podem ser úteis.

Com essa precaução, será mais fácil potencializar o serviço e a utilização do veículo, sem risco de avarias na mercadoria. Isso acontecerá porque o mesmo carro será capaz de realizar o trajeto de ida e volta cheio, sem transtornos de carregamento.

Parcerias com outras empresas

Quando a empresa de transporte possui um número grande de parceiros, é mais fácil potencializar o frete de retorno. A razão para isso é a quantidade de clientes fiéis que estarão mais dispostos a contratação o serviço. Esse aspecto diminui o tempo de negociação e até mesmo otimiza os prazos de entrega.

Transportadoras que focam em um ramo ou realizam rotas específicas e pré-determinadas têm mais facilidade para conseguir parceiros. Por esse motivo, é fundamental contar com empresas de transporte experientes. Elas terão mais facilidade em conseguir melhores fretes de retorno, aumentando os lucros e oferecendo preços mais acessíveis aos clientes.

Gostou do nosso artigo sobre frete de retorno? Ao fazer negócio com a Raízes Transporte, você terá a garantia de que as precauções serão tomadas durante o serviço. Dessa forma, problemas com fretes, documentações e avarias não acontecerão. Nossa empresa está no mercado desde 1995 e conta com profissionais altamente treinados. Além disso, estamos preparados para realizar o transporte de carga lotação e carga fracionada em todo o Brasil. Entre já em contato e saiba mais sobre o nosso trabalho!

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags